Aug
31
O que é o Padrim e porque ele é tão importante para a gente?
Se você já segue nosso blog e já conhece nosso trabalho e nossos jogos, já deve ter ouvido falar brevemente (ou mais que brevemente) sobre o nosso Padrim, mas não ter a mínima ideia do que se trata.
Exatamente por isso vamos explicar melhor o que é o Padrim, como ele funciona na nossa vida como Studio e a nossa relação com ele , além da nossa relação com nossos padrinhos e as vantagens que você tem ao se tornar nosso padrinho.

O que afinal é o Padrim?

 O Padrim é um site que permite que produtores de conteúdo coloquem seus projetos à disposição para serem ajudados, e ao mesmo tempo permite aos fãs e consumidores de conteúdo ajudarem seus produtores favoritos com quantias em dinheiro que vão gerando recompensas (ou não).
É uma das formas mais interessantes e eficientes de diversos tipos de conteúdo se manterem, como podcasts, canais de youtube, blogs… E a gente.
É interessante de falar que quando procuramos o Padrim o site estava começando, inclusive é comprazer e orgulho que dizemos que muitos outros projetos no nosso mercado vieram depois do nosso, alguns inclusive por indicação direta. Já é algo que, se tudo der amanhã, dá para dizer “pelo menos a gente fez isso”.
De forma bem simplificada, o Padrim é uma forma de nos mantermos funcionais e sem causar prejuízos demais às nossas finanças pessoais, fazendo com que a produção tenha um retorno mais direto.

Qual a importância disso para o Studio? E as vantagens para quem apóia?

Além da importância óbvia de ainda ser nossa principal fonte de renda, o Padrim ainda tem algo que é de suma importância para a gente: os padrinhos.
Nossos padrinhos são extremamente importantes na nossa vida como Studio. Eles decidem muitas coisas, eles já barraram jogos e eles decidem quais são os jogos que vão para frente e quais não vão (o Rampage é um claro exemplo disso, e quando ele terminar, eles escolherão mais um). Ahn, fazemos um sorteio por mês pros padrinhos, de brindes que vão de kits de peças da Ludeka a protótipos.
Além disso, os padrinhos são nossa primeira fila de teste. Eles recebem tudo primeiro e tem a palavra final sobre como fica jogo X ou Y, decidem quais serão as próximas metas do financiamento e ainda mais: agora eles terão a vantagem de poderem escolher qual será o jogo que irá para o print on demand depois do Seguem Alterações do Cliente.
Isso será a grande novidade que irá acontecer durante o financiamento do Seguem Alterações do Cliente: Todos que comprarem serão convidados a ficar como padrinhos até o próximo financiamento, que vai acontecer logo depois que as cópias de financiamento do Seguem Alterações forem entregues.

Quais são as facilidades de ser um padrinho do Studio Teia de Jogos ?

·         Praticidade: O login no Padrim é super simples e você pode colocar no cartão de crédito (ou no boleto se preferir).
·         Segurança: é tudo garantido e documentado, então não vamos “sumir com seu dinheiro.
·         Contato constante com os autores: apesar de sermos figuras fáceis na internet, damos uma atenção especial aos projetos dos padrinhos, ainda mais agora que estamos querendo virar editora.
·         Poder de decisão: Você decide um monte de coisas dentro do Studio, e nos ajuda com sugestões nas artes e tudo o mais. Além disso, se você tiver uma sugestão de tema para minigame, você pode mandar para a gente e terá uma resposta em breve!
Barato: à partir de 5 reais você já ajuda, o Teia Club está prevista para ter o investimento de R$10,00 mensais

Agora só falta uma coisa: você se cadastrar no Padrim e se tornar nosso padrinho ou madrinha! padrim.com.br/teiadejogos
Aug
09
Game Design: Produzindo cada vez mais jogos e mais rápido

No último post falamos um pouco sobre nossa proposta de produzir “jogos modulares” (entre eles Os Campos do Caos, que recebeu um upgrade há pouco tempo), de forma que eles cresçam com o tempo, como resultado do feedback de vocês, jogadores.

Dessa forma podemos ter vários jogos em formato Print and Play em estágio “Beta”. Jogos com um núcleo já bem definido, já jogáveis, mas com a possibilidade de receber melhorias com o tempo. Quando digo melhorias, não me refiro apenas à correções ou ajustes das regras do jogo, mas também à expansões, que poderão adicionar novas mecânicas e aumentar a rejogabilidade.

Pensamos que o cenário perfeito pra isso são os minigames que estamos desenvolvendo. O mais recente vocês conhecem agora em primeira mão (ou quase, porque os padrinhos já sabiam…) um dos nossos próximos PNPs. Se trata de um minigame de exploração e sobrevivência cooperativo para 1 a 4 jogadores. O cenário é um mundo pós-apocalíptico desolado e repleto de criaturas hostis. Ainda há o que fazer na parte gráfica, mas as regras já estão se definindo.

Jogo sempre em expansão

Ainda não vamos liberar muitos detalhes sobre esse minigame, mas adiantamos que a primeira versão terá apenas 3 páginas de cartas (além dos versos, que não serão obrigatórios). Porém, esporadicamente, o jogo poderá receber atualizações, com adição de novas cartas, mecânicas e modos de jogo. Com o tempo, algo que foi pensando pra ser pequeno e com distribuição em formato PNP pode se tornar um grande produto lançado fisicamente, não?

Participação da comunidade

A modularização garante um lançamento mais rápido da primeira versão, que não consideramos uma “versão incompleta” do jogo. Como já disse, são games prontos e jogáveis. O ponto mais importante aqui é a participação dos jogadores, que vão dizer se o jogo realmente é divertido e oferece uma experiência agradável. Com base no feedback, pensaremos como podem ser as próximas atualizações.

E falando em participação da comunidade, nossos padrinhos vão nos ajudar bastante, visto que receberão o PnP antes de ser publicado no blog e também serão responsáveis por escolher um nome decente pro nosso joguinho. 🙂

Reaproveitamento de kits de peças 

Outro ponto bacana que estamos começando a trabalhar é o reaproveitamento de kits de peças de outros jogos nossos. O minigame em questão utiliza praticamente todas as peças do kit do Os Campos do Caos, que já pode ser adquirido na Ludeka. E, convenhamos, um kit comprado apenas uma vez e que pode ser usados em vários jogos é bastante prático! 🙂

Gostou das novidades? Tem sugestões? Deixe um comentário pra gente. Quer ajudar e acompanhar bem de perto o desenvolvimento dos nossos jogos? Seja um padrinho e apoie nossa causa!

Jul
20
Game design: misturando mecânicas no nosso mais novo lançamento!
Hoje vamos ser bem oportunistas e usar nosso último lançamento para falar algo que apreciamos muito aqui no Studio Teia de Jogos quando o assunto é game design: mistura de mecânicas em novas dinâmicas.

Vamos falar um pouco disso enquanto apresentamos o primeiro dos dois jogos que foram escolhidos pelos nossos padrinhos para serem nossos próximos dois grandes projetos!
Conheçam o mundo perigoso de Rampage!
Rampage é, antes de tudo, um jogo que será inspirado em um projeto de formato em HQ do nosso ilustrador e sócios Ulisses Gabriel Tardivo, que trabalhou nas ilustrações do Machina e fez esse belo logo para o projeto.
Baseado em um universo distópico que lembra um pouco Mad Max, Rampage é sobre sobreviver em um mundo devastado contando com as pessoas e carros ao seu redor para buscar nas ruínas da grande cidade que existe próximo, chamado de O Lixão (pelo menos inicialmente) as peças e equipamentos necessários para sobreviver aos seus adversários e para montar um exército de Grungees, animais robóticos que são consideradas as máquinas de guerra supremas deste mundo decadente.
Com um lore rico e interessante, Rampage também está sendo pensado para atrair os jogadores com um mix de mecânica diferenciado. Estamos trabalhando para unir deckbuilding e worker placement em um jogo simples e de grande cunho estratégico, onde as suas decisões e as possibilidades no tabuleiro serão seus maiores amigos e, ao mesmo tempo seus algozes mais cruéis.

Ao decidirmos por esse mix de dinâmicas, pensamos, antes de tudo, em oferecer um tipo de jogabilidade diferente para nossos jogadores, já que a alocação de trabalhadores é uma das mecânicas mais usadas dentre os jogos de escola alemã.
Além disso, queremos que as decisões se tornem ainda mais interessantes quando a compra das cartas, para aumentar a qualidade e variedade dos trabalhadores disponíveis, além de outros benefícios para a sua cidadela, será disputada até o fim entre você e seus adversários. Queremos também oferecer uma maiores rejogabilidade ao incluir uma série de elementos que não são os mesmos dentro e um jogo que costuma ser bastante determinista em sua essência.

Ainda teremos combates, que serão decididos por meio de cartas de equipamento que você terá em sua mão, de forma muito similar à Kemet, por exemplo.
Por que usar as mecânicas dessa forma misturadas?
Antes de tudo, porque dessa forma você pode se inspirar em mais de um jogo ao mesmo tempo. Além disso, ao criar um jogo com mecânicas e dinâmicas similares a jogos já conhecidos no mercado, fica muito mais fácil para você, desenvolvedor, vender a sua ideia para pessoas que já jogaram aquele jogo, usando o que sabem dele como base de referências para o desenvolvimento de estratégias no seu jogo.
Os detalhes mais ousados, como a aplicação de conceitos de deckbuilding neste jogo, podem assustar muitas pessoas, mas a nossa ideia é oferecer algo realmente diferenciado com uma soma diferente daquilo que as pessoas já conhecem.
Quando for misturar mecânicas teoricamente, não se limite! Misture as mecânicas mais estranhas possíveis no conceito inicial do jogo e teste. Os testes vão dizer se ele realmente vale à pena ou não.
O Machina possui uma boa mistura de mecânicas e com isso se torna um jogo equilibrado e eficiente, com a base de sorte que um jogo de guerra precisa para não ser extremamente difícil de aprender e dominar. Outros jogos também fazem isso, e por isso mesmo acreditamos que seja uma forma interessante de oferecer algo diferente ao público.

O que acharam das ideias? Para saber mais sobre o Rampage, Basta ficar ligado no blog do Studio Teia de Jogos ou aproveitar para se tornar nossopadrinho e saber de tudo antes!
Free Web Hosting