Jul
17
Arte é trabalho ou o trabalho que é arte?

Resultado de imagem para meeple art

Jogos são arte. Independente do que as pessoas acreditam, meu envolvimento com a produção de jogos me fez acreditar ainda mais nisso.

Essa não é a única expressão artística a qual eu me dedico. Eu também sou escritor e gosto muito de escrever contos, (ando escrevendo outros tipos de coisas e aprendendo a fazer ainda mais coisas, mas isso é com o tempo).

A questão é que eu decidi usar o Studio Teia de jogos para expor também essa e outras partes da minha arte, o que inclui meus trabalhos com RPG, que vão se tornando cada vez mais presentes na minha vida (vamos começar a falar deles por aqui também), além das minhas intenções de lidar com jogos sérios, para empresas e treinamento.

Eu queria dividir isso com vocês porque isso significa que teremos mais contos e outras situações no futuro, relacionados ou não aos jogos, mas especialmente direcionados também ao Dino Wars, que vai ganhar contos e histórias em paralelo com o trabalho de HQ (que é bem mais demorado).

Uma das tribos que vai ganhar mais detalhes mais adiante!

Teremos ainda mais novidades, porque eu ando me preparando para expandir ainda mais o meu leque de atuação, mas isso é com o tempo. Para deixar tudo mais prático cada uma das atividades vai ganhar uma aba exclusiva (o Dino Wars também) e isso tudo vai tornar “a teia” que é esse estúdio ainda mais completa.

De atitudes práticas o que eu vou anunciar no momento é basicamente isso. Essas mudanças no site vão acontecendo de cardo com a minha disponibilidade de tempo, que não anda muito grande devido ás situações da vida, lembrando que o Dino Wars terá prioridade total.

A arte e o trabalho

Imagem relacionada
Por que a formiga não pode tocar violino e receber por isso?

Essas mudanças e essa situação de não tentar mais dividir a minha profissional em dois hemisférios totalmente diferentes (não sei se você preparou, mas é exatamente o que vai acontecer) me fez lembrar a minha evolução com o Studio e os momentos em que eu finalmente me entendi isso como profissão.

Muitas pessoas dentre meus amigos e conhecidos dizem que não existe uma carreira como game designer. Eu, sinceramente, discordo (o Jordan discordando das pessoas, que novidade).

Muitas pessoas ainda parecem sentir vergonha de dizer que trabalham com jogos simplesmente porque muitas vezes fazemos outras coisas em paralelo. Nenhuma novidade, dificilmente alguém que trabalhe com arte no Brasil consegue se dedicar apenas a isso.

Por isso mesmo vou começar a centralizar todas as minhas atividades comerciais por meio dessa marca. Pelo menos as que eu sinto que preciso de uma identidade empresarial agora serão todas feitas por aqui.

Isso vai dar certo? Não sei, só tem um jeito de saber. Não seria a primeira vez que eu me meteria a fazer algo que não certeza do sucesso.